Com certeza você conhece a música Bohemian Rhapsody do Queen e já cantou ela em um bar com os amigos, tocando no rádio enquanto você estava preso no transito ou até mesmo bêbado em um Karaokê, acertei?

Mas você já parou para analisar o que a letra dela diz?

Bohemian Rhapsody em um curta metragem

Levando no sentido literal cada estrofe da música, o canal Corridor criou um curta metragem contando como poderia ter acontecido a história que Freddy Mercury imaginou quando compôs a obra-prima.

Veja a letra completa traduzida da música:

Isso é a vida real?
Isso é só fantasia?
Pego num desmoronamento
Sem escapatória da realidade

Abra seus olhos
Olhe para os céus e veja
Eu sou só um pobre garoto
Eu não preciso de compaixão
Porque eu fácil venho, fácil vou
E possuo altos e baixos
Não importa pra onde o vento sopre
Nada realmente importa para mim
Para mim

Mamãe, acabei de matar um homem
Coloquei uma arma contra sua cabeça
Puxei o gatilho, agora ele está morto
Mamãe, a vida acabou de começar
Mas agora eu joguei tudo isso fora

Mamãe, oh!
Não foi minha intenção te fazer chorar
Se eu não estiver de volta a esta hora amanhã
Continue, continue
Como se nada realmente importasse

Tarde demais, chegou minha hora
Sinto arrepios em minha espinha
Meu corpo está doendo todo o tempo
Adeus a todos
Eu tenho que ir
Tenho que deixar todos vocês para trás
E encarar a verdade

Mamãe, oh!
(De qualquer jeito o vento sopra)
Eu não quero morrer
Às vezes eu desejo nunca ter nascido!

Eu vejo a pequena silhueta de um homem
Palhaço! Palhaço!
Você dançará o fandango?
Raios e relâmpagos
Me assustam muito, muito
Galileo! Galileo!
Galileo! Galileo!
Galileo Figaro!
Magnífico, oh!

Eu sou só um pobre garoto e ninguém me ama
Ele é só um pobre garoto de uma família pobre
Poupe sua vida, desta monstruosidade

Fácil venho, fácil vou
Vocês me deixarão ir?

Em nome de Deus!
Não, nós não te deixaremos ir!
(Deixe-o ir!)
Em nome de Deus!
Nós não te deixaremos ir!
(Deixe-o ir!)
Em nome de Deus!
Nós não te deixaremos ir!
(Deixe-me ir!)
Nós não te deixaremos ir!
(Deixe-me ir!)
Nós nunca não te deixaremos ir!
Nunca! nunca! nunca me deixarão ir, oh!
Não, não, não, não, não, não, não!

Oh, meu Deus, meu Deus!
Meu Deus, me deixe ir!
Belzebu, tem um diabo reservado para mim
Para mim
Para mim

Então você acha que pode me apedrejar e cuspir em meu olho?
Então você acha que pode me amar e me deixar morrer?
Oh, amor!
Você não pode fazer isso comigo, amor!
Só tenho que sair
Só tenho que sair logo daqui

Oh, sim! Oh, sim!

Nada realmente importa
Qualquer um pode ver
Nada realmente importa
Nada realmente importa para mim

Não importa pra onde o vento sopre

testosterona

Deixe o seu comentário sobre o post: