Remédios tarja preta, álcool, maconha, religião…cada um tem sua válvula de escape para encontrar a felicidade.

Criado pelo ilustrador britânico Steve Cutts, o curta animado “Hapiness” ilustra como é a nossa vida de uma maneira geral. Fazendo uma analogia com ratos, o curta sintetiza a rotina de um cidadão comum em uma grande metrópole, apresentando um cenário que milhões de pessoas vivenciam diariamente, só que, devido ao “costume”, simplesmente não refletem se isso é a vida ideal.

Não existe felicidade plena. Há pessoas em um estado de bem-estar prolongado, mas, em algumas fases da vida de todo ser humano, a felicidade oscila, aumentando, diminuindo, sumindo e reaparecendo. A verdade é que não há como definir com exatidão um conceito para a palavra aplicável a toda humanidade.

Clique para ampliar

Deixe o seu comentário sobre o post: