Um dos países com o maior número de mulheres vítimas de violência no mundo, o Brasil registra cerca de 503 mulheres vítimas de algum tipo de agressão ou violência a cada hora. Os dados são de uma pesquisa do Instituto Datafolha e do Fórum Brasileiro de Segurança Pública realizada em 2017.

A Secretaria de Políticas Para Mulheres da Prefeitura Municipal de São Leopoldo, no Rio Grande do Sul, criou a campanha “Música: Uma Construção de Gênero”. A exposição é composta por fotos que denunciam músicas nacionais machistas com referências à violência doméstica, estupro e feminicídio.

Além dos funks – músicas com maior conteúdo machista e que objetifica a mulher -, muitas canções tradicionais e de cantores brasileiros famosos também são abordadas, provando que esse estilo de música não é o único proliferador do machismo. Bezerra da Silva, Jorge Veiga, Grupo Tradição e Sidney Magal são nomes que aparecem nas fotos.

Veja outros posts sobre o assunto:

Deixe o seu comentário sobre o post: