Hoje em dia os celulares tornaram-se parte integrante da vida da maioria da população. Eu por exemplo quando vou sair de casa, só me preocupo com 3 C’s: Chaves, Carteira e Celular.

O celular (pelo menos na minha vida) é um dos itens mais essenciais para se ter:

  • Se preciso saber onde fica algum lugar, abro o mapa.
  • Se preciso ler matérias e saber o que está acontecendo no mundo, também no celular (inclusive lá no twitter!)
  • Se preciso descontrair, tenho os jogos.
  • Responder emails? Também no celular!
  • Conversar com amigos?

Até aquela função esquecidíssima que os aparelhos antigos tinham apenas ela para se comunicar a gente ainda encontra no celular!

Um smartphone carrega essas e muitas outras funções lúdicas e interativas que mantém a atenção do usuário focada e condicionada a responder a estímulos durante praticamente todo o tempo que a pessoa passa acordada, porém, com isso ele traz um grande problema: O VICIO de sempre estar com o celular sempre ao seu lado.

O problema da maioria dos vícios é que eles começam gerando uma grande fonte de prazer. São sempre decorrentes de substâncias que ingerimos e provocam entorpecimento ou euforia ou mesmo de atitudes que tomamos e que também nos estimulam de forma a incentivar em nossos cérebro as mesmas respostas de gratificação e prazer imediato.

O pessoal da NET montou um infográfico com algumas dicas rápidas par você detectar se já se tornou uma vitima do vício do celular ou se ainda te restam algumas horas a mais de bateria.

infografico viciados em celular

Veja também:

Deixe o seu comentário sobre o post: