Nessa homenagem a André Matos, exaltamos o grande cantor, compositor, maestro e pianista de formação clássica que nos deixou aos 47 anos.

Homenagem a André Matos: cantor morre aos 47 anos

Nascido em 14 de setembro de 1971, André Coelho Matos desde cedo inclinava-se à música. O garoto paulistano era fã da banda Iron Maiden, além de admirar compositores da música erudita.

Diretamente influenciado por seus gostos musicais, ele adentrou ao mundo da música e ao mundo do metal quando ainda era apenas um adolescente. Matos tornou-se integrante da banda paulistana Viper, surgida em 1985.

“É com grande surpresa e pesar que recebi a notícia da morte de André Matos. Um dia que ficará na história por marcar uma das perdas mais impactantes para o mundo do heavy metal mundial”, escreveu Edu Falaschi, que assumiu os vocais do Angra depois da saída do cantor.
“Na semana em que ele falou que gostaria de tocar juntos de novo, após 20 anos. Triste demais. Sua voz, suas músicas, seu piano, serão eternos para todos nós fãs.” Kiko Loureiro

Os principais trabalhos do artista foram como vocalista e frontman de bandas como Angra e Shaman. Imortalizado no heavy metal, seu talento não ficou apenas no Brasil: ganhou reconhecimento internacional devido a sua técnica vocal e um metal claramente influenciado pela música erudita.

No Angra, André Matos permaneceu de 1991 a 2000. O vocalista deixou a banda por conta de desentendimentos com o empresário. Assim, ele fundou a banda Shaman e ficou por lá até 2006. A partir daí, dedicou-se à carreira solo.

Veja também: Andre Matos misturou metal e erudito e quase entrou no Iron Maiden

Homenagem a André Matos: cantor morre aos 47 anos

Homenagem a André Matos: cantor morre aos 47 anos

Homenagem a André Matos: cantor morre aos 47 anos

Discografia

Solo

  • Time to Be Free (2007)
  • Mentalize (2009)
  • The Turn of the Lights (2012)

Viper

  • The Killera Sword (demo, 1985)
  • Soldiers of Sunrise (1987)
  • Viper 1989 (demo, 1989)
  • Theatre of Fate (1989)
  • All My Life (2007) – (participação especial em “Love is All”)
  • To Live Again – Live in São Paulo (ao vivo, 2015)

Angra

  • Reaching Horizons (demo, 1992)
  • Angels Cry (1993)
  • Evil Warning (EP, 1994)
  • Eyes of Christ (1995)
  • Live Acoustic at FNAC (ao vivo, 1995)
  • Holy Land (1996)
  • Freedom Call (EP, 1997)
  • Holy Live (EP, 1997)
  • Fireworks (1998)

Virgo

  • Virgo (2001)

Shaman

  • Demo (demo, 2001)
  • Ritual (2002)
  • RituAlive (ao vivo, 2003)
  • Reason (2005)

Symfonia

  • In Paradisum (2011)

Fica registrada aqui a nossa homenagem a André Matos, um grande artista do metal nacional. Sua voz poderosa ecoará pela eternidade e, com certeza, ele será tido pelo talento singular. Sua partida precoce nos deixa realmente entristecidos.

Obrigado, André.

So carry on, there’s a meaning to life
Which someday we may find
Carry on, it’s time to forget
The remains from the past

Algumas homenagens a André Matos:

View this post on Instagram

Que manhã triste! Um telefonema e a notícia que Andre Matos faleceu. A vida é frágil demais. Chorei. Desde os 14 anos, lá nos tempo do Colégio Rio Branco o André já era referência . A gente queria ser como ele. A voz inigualável, o talento para o piano. Felizmente o destino nos uniu por nove anos. Os tempos que passamos juntos, criamos e vivemos coisas incríveis estão guardados no lugar mais especial da minha memória. O sonho maluco de ter uma banda de heavy metal famosa mundialmente que conversávamos enquanto sentados no ônibus indo para os ensaios. As músicas que ele fez, eternas ( toca Carry On!), os álbuns, dos primeiros shows precários às grandes turnês na Europa. Tudo vêm à mente agora. O agudo inigualável, a olhadinha por cima dos óculos redondos… André, você foi e será tão importante para todos nós. Na semana em que ele falou que gostaria de tocar juntos de novo, após 20 anos. Triste demais. Sua voz, suas músicas, seu piano serão eternos para todos nós fãs. Obrigado André. Descanse em paz. #andrematos

A post shared by Kiko Loureiro (@kikoloureiro) on

View this post on Instagram

Com muita dor recebo a notícia do falecimento do André Matos. Eu estou devastado. O André foi imprescindível para o sucesso e consagração da minha carreira. No alicerce da arte que desempenho, está o resultado de uma amizade e parceria meteórica, uma história muito bonita que eu sinto não ter terminado com um abraço; Não há palavras neste momento que descrevam o tamanho do vazio deixado no meu coração que o amou de perto e de longe. O Brasil perde um talento insubstituível do gênero; Heavy-metal e com ele morre a esperança de compartilharmos o palco juntos novamente. Que os anjos recebam sua alma e que a Deusa do Fogo mantenha a chama de seu legado artístico acesa sempre. R.I.P. André Matos RAFAEL BITTENCOURT With broken heart I received that Andre Matos passed away. I'm devastated. André was essential for the success and consecrat of my career. In the foundation of the art I perform, it is the result of a friendship and meteoric partnership, a very beautiful story which I feel it didn’t over in a hug. There are no words at this time to describe how big is the emptiness left in my heart which loved him near and far. Brazil lost an irreplaceable talent of the Heavy-metal genre and with him, dies the hope we had in share the stage together again. May the angels receive your soul and may the Goddess of Fire hold the flame of him artistic legacy forever. R.I.P. André Matos RAFAEL BITTENCOURT #andremattos #angra #amizade

A post shared by Rafael Bittencourt (@rbittencourton) on

É com profundo pesar que confirmamos o falecimento do André esse sábado de manhã devido a uma parada cardíaca.Como…

Posted by Andre Matos (Official) on Sunday, June 9, 2019

Veja também: