A Torre Negra tem origem na mente doentia de um escritor daqueles que marcam as gerações, a mesma mente que criou O Iluminado, It e até À Espera de Um Milagre, deu asas à um universo fantástico que nos trás uma batalha travada para decidir qual será o destino de tudo o que conhecemos.

Bem, quando vimos as obras escritas de Stephen King e tudo o que já foi adaptado para o cinema, sempre esperamos algumas cenas que nos choquem de alguma forma, que nos faça repensar algum ponto, ou que pelo menos a violência explicita nos traga algum entretenimento, afinal, S.K é um homem capaz de criar situações onde o destino pode, e geralmente vai, se mostrar cruel.

Foi assim em O Iluminado, It e À Espera de Um Milagre, porém, a adaptação de A Torre Negra é um ponto fora da curva.

O filme trás um elenco forte com Idris Elba, Matthew McConaughey e Katheryn Winnick que interpretam ótimos personagens, porém, por se tratar de uma adaptação voltada para a família, pode deixar bravos alguns fãs adultos da saga do pistoleiro, já que aquela violência e a profundidade contada nos livros, não está tão presente como eles gostariam, mas eles estão errados em agir dessa forma.

Imagine a dificuldade dos produtores de tentar chegar a uma linha cronológica que trás a história dos 7 livros para um longa-metragem de apenas 95 minutos? Fazer isso para alcançar todos os públicos então? Levando isso em consideração, é pouco provável que o espectador fique decepcionado. Você vai ser apresentado a um universo novo com personagens que você conhece, vai ser diferente dos livros, mas ainda assim poderá ser fantástico.

E é nesse ponto em que o filme é especialmente importante!

O roteiro da história contada no cinema nos coloca em meio a uma mitologia cercada de demônios, criaturas e viagens através de dimensões, explica o objetivo de ambos os lados da moeda e mostra suas motivações. Quando as realidades se chocam é quando você se sente ainda mais atraído pela história.

Então, meu amigo, você pode simplesmente criticar e falar mal de um filme como esse, que é feito para a família toda curtir uma tarde no cinema, por ele não ser fiel a tudo o que foi escrito pelo Stephen King. Ou pode usar esse universo de fantasia com ótimos elementos, para introduzir quem se interessou, aos livros da saga.

Incentive as crianças a assistir e quem sabe você fidelizará novos leitores.

Lembre que muita gente conheceu a literatura de Harry Potter e O Senhor dos Anéis através do que foi mostrado em seus filmes, e bem, o Stephen King não é um autor de uma obra só.

Assista ao trailer:

Ficha técnica:
Data de lançamento: 24 de agosto de 2017
Direção: Nikolaj Arcel
Elenco: Idris Elba, Matthew McConaughey, Tom Taylor, Katheryn Winnick
Gêneros: Fantasia científica, western, ação
Nacionalidade: EUA

Deixe o seu comentário sobre o post: