Justiceiros, Vigilantes e Protetores

Dízimo

Não é de hoje que o mundo se depara com pessoas que buscam por justiças com as próprias mãos. Guerreiros treinados (ou não) que nem sempre esperam pelas ações dos homens fardados e acabam dando eles mesmo um basta ao problema que apareceu.

Devido a esses atos, essas pessoas são vistas como Anti-heróis, muitas vezes por realizarem justiça por motivos egoístas, pessoais, vingança, por vaidade ou por qualquer gênero que não sejam altruístas, mas mesmo involuntariamente, acabam colaborando para todo o bem da sociedade.

Talvez por essas pessoas não possuírem nenhum superpoder, por chegarem mais próximas do que é alguém real, acabam servindo de inspiração. Talvez pelo fato deles terem mais características e defeitos humanos, por usarem armas e defesas pessoais que nós também possamos usar, facilitem a assimilação e tornem esses anti-heróis o sucesso que fazem hoje em dia. São anti-heróis que nem sempre precisam de uma máscara ou uma capa para se proteger, que servem de inspiração e motivação para que outros também possam tomar iniciativa e criar esperanças no ser humano.

Frank Castle – O Justiceiro

Thomas-Jane-The-Punisher - 2

Motivado pela morte de sua família, Frank Castle assumiu sua nova identidade como O Justiceiro, um vigilante que não acredita na rendição, tampouco em arrependimento. Considera crimes como assassinato, sequestro e tortura aceitáveis como táticas de combate ao crime e usa esses métodos para conseguir mais respostas de suas investigações. Como veterano de guerra, Castle é um mestre em táticas furtivas e de emboscadas, bem como o manuseio de uma vasta variedade de armas.

Mesmo sendo um ex fuzileiro naval e tendo lutado em guerras como a do Vietã, Frank era conhecido por ter um caráter honesto, ser trabalhador, religioso e colocar a família acima de tudo. Com a morte de sua mulher e seus 2 filhos – devido a uma disputa de poder entre gangues -, Castle inicia sua busca por vingança contra todos os envolvidos da morte de sua familia. Mesmo após ter sua vingança, Castle mantém seu propósito de exterminar o crime, não importando de que maneira.

Rorschach – Watchmen

Rorschach-watchmen

Inspirado pela morte de uma garota que conheceu durante seu emprego como arrumador de vestuários (motivo de usar aquele tecido como máscara), Walter Kovacs se tornou um dos maiores e mais temidos vigilantes de Nova York, sendo considerado o terror do submundo.

Walter Joseph Kovacs era filho de um prostituta com um cliente qualquer, o garoto cresceu amargurado pelas condições que a vida lhe impôs e passou a enxergar apenas a maldade no mundo. Com 10 anos, após participar de uma briga, queimar com um cigarro a cara de um dos garotos e arrancar a orelha de outro, Kovacs é levado para ser criado em um orfanato, onde demonstra talento para a educação religiosa e linguística, também para técnicas de combates, lutas de rua, ginástica e boxe.

Indiferente à dor e ao desconforto físico, movido apenas por sua sede de justiça e suas habilidades técnicas, Rorschach desenvolveu habilidades investigativas de detetive surpreendentemente boas. Usa armas como spray de pimenta, spray + fósforo e qualquer arma que estão disponíveis ao seu redor. Uma das táticas mais usadas pelo justiceiro na hora do interrogatório é quebrar os dedos das mãos de quem está interrogando. A tortura procede enquanto Rorschach não obtém uma resposta satisfatória.

V – V de vingança

V-for-Vendetta

V, um misterioso justiceiro anarquista, defensor da liberdade, que tenta destruir o Estado, um governo fascista que controla e administra toda a nação. Usa uma máscara estilizada de Guy Fawkes e é possuidor de uma vasta gama de habilidades e recursos.

Pouco se sabe da história de V, ele foi usado como cobaia em um experimento que lhe deu superforça, grande resistência e incrível agilidade, que ele usou para destruir Larkhill – uma instituição militar onde todas as pessoas consideradas “subversivas” (homossexuais, negros, judeus etc.) são enviadas, torturadas e usadas como cobaias para desenvolver a arma biológica. V também se mostra bastante inteligente, tendo conhecimentos nas áreas de explosivos, artes marciais, filosofia, literatura, política, música, informática.

Após a destruição Larkhill, V (número “5” de sua cela) assume sua nova identidade em busca de liberdade e passa os próximos cinco anos planejando sua vingança contra o governo fascista, montando uma elaborada e teatral campanha para derrubar o Estado.

Robert McCall – O Protetor

"Jurei nunca mais voltar a ser aquela pessoa. Mas quando fazem uma atrocidade a alguém que você mal conhecia... você reage, porque você pode."

“Jurei nunca mais voltar a ser aquela pessoa. Mas quando fazem uma atrocidade a alguém que você mal conhecia… você reage, porque você pode.”


 
“Você pode ser o que você quiser. Mude o seu mundo.”, esse é o pensamento de Robert McCall, um ex-oficial das forças especiais que simulou sua morte para conseguir viver uma vida tranquila em Boston.

Logo após o fim do expediente em seu atual trabalho – uma loja de materiais de construção -, McCall conhece uma jovem inocente que está sendo explorada e, decide fazer alguma coisa para ajuda-la. Robert acaba se envolvendo com gangsters russos ultra-violentos, reacendendo seu desejo de justiça contra todos os que agem brutalmente sobre pessoas indefesas.

Treinado para usar qualquer arma que estiver disponível ao seu redor, Mccall dá um jeito de pegar o que o inimigo estiver portando e conseguir usar contra ele sua própria arma. Calculista e com sua mente treinada, ele é capaz de deixar tudo ao seu redor mais lento e focar apenas nos lugares certos para fazer conforme o que ele planejou.

Quando ele entra nesse estado de fúria, você não vai querer estar na mesma sala que ele:


“Na vida, cada um deve ser o que é. Sempre..”

O filme O Protetor, com Denzel Washington estreia nos cinemas quinta-feira, dia 25 de setembro, mais informações na fanpage e no site oficial do filme.

o protetor

Deixe seu comentário