Graffiti sem limites

YES

Graffiti sem limites

Da pequena lista de “Coisas para se fazer antes de morrer”, acho que estou cumprindo bem o meu papel. Já plantei algumas arvores, estou começando a rabiscar umas páginas de caderno, tenho dois filhos felinos e já deixei registrada a minha marca em algumas paredes da cidade.

Como todo adolescente suburbano, uma hora ou outra uma latinha de spray acaba indo parar nas suas mãos e você tem que tomar a dificil decisão de não passar vergonha no meio da galera e pichar alguma coisa decente.

Com o passar dos anos, a pichação perdeu a graça e os novos desafios agora eram graffitar e colorir muros, nem que fosse ao menos estilizar uma assinatura ou fazer um desenho qualquer.

Nada comparado a esse time-lapse que um grupo de grafiteiros conseguiu fazer em um galpão abandonado em Brisbane (Austrália) com apenas “algumas” latas de tinta.

Deixe seu comentário