Eu Sou Ozzy

Dízimo

Semana passada, indiquei um livro muito bom (As crônicas de Nárnia) e, acabei relembrando alguns livros que realmente me prenderam a atenção tanto quanto esse (já li As crônicas de Nárnia umas 4 vezes).

Acabei lembrando do Eu sou Ozzy e de quantas risadas dei enquanto lia esse livro. Essa auto-biografia além de muito divertida, também consegue prender total atenção (ainda bem que teve ajuda de uma co-autora, já que o Ozzy usa os 2 neurônios que lhe restaram para respirar – o próprio diz isso) então, o livro acaba sendo uma narração com todas as características do próprio, e interagindo com total sinceridade comentando sobre todas as suas loucuras que já fez nesse tempo em que está vivo (onde nem a ciência consegue explicar a respeito).

O Príncipe das Trevas que mordeu a cabeça de um morcego no palco achando que era de plástico, tem os seus sentimentos totalmentet revelados!

Ozzy Osbourne e seu Best seller mundial com todas as suas memórias, desde a sua vida em meio as drogas, a sua entrada e saida da banda Black Sabbath (que mais tarde descobririamos ser o chamado Heavy Metal), sua carreira solo e até a morte de seu guitarrista e grande amigo Randy Rhoads em um acidente de avião enquanto estavam em uma turne enquanto ainda participada do reality show na MTV, “The Osbournes”.

Veja abaixo algumas páginas desse excelente livro:

O livro é tão bom que você nem sequer precisa gostar de Ozzy ou de Black Sabbath para apreciá-lo. É claro que, se você é fã, vai adorar conhecer o início da banda e ficar por dentro do que aconteceu durante a gravação dos discos e o desenvolver da carreira, mas o simples fato de lê-lo te transforma em um MEMBRO do círculo de amizades do Ozzy. É como se você o conhecesse. E ele é uma espécie de Homer Simpson drogado. Não há como não amar.

Se esse livro tem algum defeito é o de ter SÓ 416 páginas. Passa muito rápido (por isso tive que ler ele 3 vezes seguidas).

O livro NÃO está em promoção, mas vale CADA centavo. Excelente leitura.

😉