Como é o mundo para uma criança autista

Videos

Barulhos, cores e cheiros. Sons e ritmos descompensados, letras e números que não fazem sentido, nenhum objeto é um simples objeto, nenhuma situação é uma simples situação.

Coisas que vão aumentando e aumentando, como um martelo na sua cabeça (adivinha quem é o prego?) até você não conseguir mais segurar e começar a gritar em busca de ajuda, bater a cabeça, tampar os ouvidos ou se tornar violento e agressivo como algumas pessoas “resumem” a situação.

Como é que você pode se concentrar com tantas informações gritando em todos os seus 5 sentidos?

Concentração? Essa palavra perde o total sentido, já que tudo ao seu redor toma mais a sua atenção do que deveria realmente, principalmente se for com algo desagradável e que não te deixe pensar em outra coisa.

O pior de tudo é não saber (nem entender) o que está acontecendo.

Para conscientizar sobre o problema, a organização britânica The National Autistic Society, instituição de caridade voltada para o autismo que atua no Reino Unido, criou uma nova campanha em vídeo “Can you make it to end?” que busca mostrar como uma pessoa autista reage em situações em que há excesso de estímulos. No caso, um shopping repleto de pessoas.

O filme em primeira pessoa mostra da perspectiva do autista como um simples passeio pelo shopping pode ser algo incômodo. A provocação que intitula o vídeo é justamente a sua proposta, de que o espectador se coloque no lugar de um menino e tente ir até o final.

A chamada síndrome do espectro autista pode ir das manifestações mais moderadas até as mais severas, mas muitas incluem hipersensibilidade auditiva e visual, o que significa que qualquer som inofensivo lá fora pode representar uma grande perturbação.


“Eu não sou desobediente, eu sou autista“.

Clique para ampliar:

Deixe seu comentário